Marina é contra o agronegócio?

Marina reconhece que o agronegócio representa um setor importante para o desenvolvimento do país, seja pela geração de empregos diretos e indiretos, seja por sua contribuição para manter o equilíbrio da balança comercial.

Veja uma fala de Marina sobre o tema: "Eu sempre tive relação com o agronegócio. Quem foi que disse que ministro do Meio Ambiente não dialoga com o agronegócio? O problema é que há uma visão equivocada de que defender o meio ambiente é ser contra o agronegócio e quem defende o agronegócio é contra o meio ambiente. Essa é a visão do século 20. No século 21, economia e ecologia andam juntas, dialogando com a agricultura familiar, os índios, empresários do setor, a academia. Um presidente da República não pode ficar refém desse ou daquele setor, mas mediar os diferentes interesses dos diferentes setores."

De acordo com as posições de Marina, o Brasil é considerado lugar de provimento de alimentos para o mundo inteiro, mas para fazê-lo é preciso ter uma atitude sustentável. Em alguns anos, o mundo passará de 7 bilhões de pessoas para 9 bilhões. O esforço que teremos de fazer para que sejamos de fato um país que vai suprir as nossas necessidades e as necessidades dos demais no quesito segurança alimentar, depende de visão estratégica. Marina sempre defendeu o aumento da produção por ganho de produtividade, com investimento em tecnologia e infraestrutura, por exemplo, mas sem expandir a fronteira agrícola e observando a preservação do meio ambiente.

Referências:

Vídeo: Entrevista